Translate

8 de fevereiro de 2013

ARTE EM PINTURAS DE CARNAVAL




ARTE NO CARNAVAL BRASILEIRO

PINTURAS E MÚSICAS CARNAVALESCAS



Carnaval
 Maior Festa Popular do Brasil

"Carnaval" - Cândido Portinari
Pintor brasileiro (1903-1962)

"Baile à Fantasia" - Rodolfo Chambelland
Pintor brasileiro (1879-1967)

"Mulher e Pierrot" - Ronaldo Fonseca
Pintor brasileiro





A História do Carnaval do Brasil


"O Carnaval do Brasil é a maior festa popular do país. A festa acontece durante quatro dias, que precedem a quarta–feira de cinzas. 
A quarta-feira de cinzas tem este nome devido à queima dos ramos no Domingo de Ramos do ano anterior, cujas cinzas são usadas para benzer os fiéis no início da quaresma. O Carnaval prepara o início deste período importante para os cristãos da igreja católica, que se preparam durante quarenta dias para a festa maior do cristianismo, a ressurreição de Cristo.
Comemorado em Portugal desde o século XV, o carnaval tinha anteriormente o nome de  "entrudo". 
A festa do entrudo foi trazida pelos portugueses, para a então colônia do Brasil. Em finais do século XVIII já era praticado por todo o território. Consistia em brincadeiras e folguedos que variavam conforme os locais e os grupos sociais envolvidos.
Com a mudança da côrte portuguesa para o Rio de Janeiro, surgiram as primeiras tentativas de civilizar a festa carnavalesca brasileira, através da importação dos bailes e dos passeios mascarados parisienses, colocando o Entrudo Popular, formado principalmente por negros, sob forte controle policial. A partir do ano de 1830, uma série de proibições vai se suceder na tentativa, sempre infrutífera, de acabar com a festa considerada grosseira e violenta.
Em finais do século XIX, vários grupos carnavalescos ocupam as ruas do Rio de Janeiro, servindo de modelo para as diferentes folias. Nessa época, esses grupos eram chamados indiscriminadamente de cordões, ranchos ou blocos. 
Em 1890, Chiquinha Gonzaga compôs a primeira música especificamente para o Carnaval, 'Ó Abre Alas!'. A música havia sido composta para o cordão 'Rosas de Ouro' que desfilava pelas ruas do Rio de Janeiro durante o carnaval.
Os foliões costumavam frequentar os bailes fantasiados, usando máscaras e disfarces inspirados nos baile de máscaras parisienses. As fantasias mais tradicionais e usadas até hoje são as de Pierrot, Arlequim e Colombina, originárias da commedia dell'arte".

Atualmente, no Rio de Janeiro e em várias cidades, as escolas de samba fazem desfiles organizados, com eleição para disputar qual a melhor escola do ano, segundo uma série de quesitos. Com o crescimento vertiginoso dessas agremiações o processo de criação se especializou gerando muitos empregos, concentrados principalmente nos chamados barracões das escolas de samba.
O desfile mais tradicional acontece no Rio de Janeiro, na Passarela do Samba, Marquês de Sapucaí, como é chamado o sambódromo carioca, primeiro a ser construído no Brasil. Outros desfiles importantes ocorrem em São Paulo, Porto Alegre, Florianópolis, Manaus e em Vitória. Além de cidades do interior, como: Uruguaiana e Guaratinguetá.

O carnaval do Rio de Janeiro está atualmente no Guinness Book como o maior carnaval do mundo, com um número estimado de 2 milhões de pessoas, por dia, nos blocos de rua da cidade. Em 1995, o Guinness Book declarou o Galo da Madrugada, da cidade do Recife, como o maior bloco de carnaval do mundo". (Fonte: Wikipedia)




"Entrudo": Origem e Significado

O costume de se brincar no período do carnaval foi introduzido no Brasil pelos portugueses, provavelmente no século XVI, com o nome de Entrudo.

Já na Idade Média, costumava-se comemorar o período carnavalesco em Portugal com toda uma série de brincadeiras que variavam de aldeia para aldeia. Em algumas notava-se a presença de grandes bonecos, chamados genericamente de "entrudos".

Acredita-se que existiam no Rio de Janeiro do início do século XIX, duas grandes categorias de Entrudo: O Entrudo Familiar e o Entrudo Popular".
(Fonte: Wikipedia)

Aquarela com Pintura de Jogos durante o Carnaval no Rio de Janeiro




O Pintor francês Debret retratou o povo brasileiro e seus costumes na época do Brasil Imperial


Debret veio ao Brasil em 1816 e permaneceu até 1831, como pintor de história da chamada Missão Artística Francesa. Este foi um acontecimento importante que resultou na fundação da Academia Imperial de Belas Artes do Rio de Janeiro, em 1826. 

Abaixo uma das gravuras em litografia de Debret no carnaval do Rio de Janeiro.
"Cena de Carnaval" - Jean Baptiste Debret
Pintor francês (1768-1848)



Algumas músicas carnavalescas brasileiras antigas
que ainda são tocadas nos bailes de carnaval.

Marchinhas de Carnaval



Música: "Ó Abre Alas"- Chiquinha Gonzaga

Compositora, pianista e regente brasileira (1847-1935) 


Marchinhas Antigas de Carnaval
na Cidade do Rio de Janeiro na década de 50


Música: "Aurora" - Joel e Gaúcho
Letra e música de Mário Lago e Roberto Roberti


Marchinhas de Carnaval Tocadas em Bailes de Salão
(30 Marchinhas)
(Clique na seta para ouvir)




Carnaval em Desfiles de Escolas de Samba


Sambódromo no Rio de Janeiro








Carnaval de Rua em Salvador-Bahia




Carnaval de Rua em São Luiz do Paraitinga-SP
com os Bonecos Gigantes





CARNAVAL EM VENEZA - ITÁLIA

Conta a história que o carnaval de Veneza surgiu com o uso de máscaras pelos nobres venezianos, para se misturaram ao povo comum nas ruas. 
Desde então as máscaras de Veneza tornaram-se famosas.

Os venezianos tem um dos carnavais mais antigos do mundo. Tem o significado cristão, católico, que na véspera da quarta-feira de cinzas tinham uma festa de "carne vale", precedendo o dia do jejum penitencial, preparatório para o período da quaresma, como uma espécie de purificação antes dos ritos pascais.
Para celebrar o carnaval em plena liberdade, os venezianos usavam túnicas e vestes que os protegiam dos olhares curiosos e lhes permitiam cometer todo tipo de excesso, incluindo os prazeres carnais. A máscara protegia os rostos e eliminava a diferença entre sexos e classes sociais. A festa era completada pela presença de saltimbancos, músicos, atores, operadores de marionetes, comediantes, adestradores de animais, que se misturam pela cidade, além da profusão de peças teatrais e grandes banquetes que se espalhavam pela cidade.




"Carnaval em Veneza"
"O 'Ridotto' em Veneza" - Pietro Longhi
Pintor veneziano - italiano (1701-1785)

"O 'Ridotto' em Veneza" - Pietro Longhi
Pintor veneziano - italiano (1701-1785)



Pintores de outras nacionalidades
 pintaram o carnaval
"Carnaval em Arcueil"- Lyonel Feininger
Pintor expressionista germano-americano (1871-1956)



"O Arlequim" - Joan Miró
Pintor surrealista e dadaísta catalão (1893-1983)




A ORIGEM DO CARNAVAL NO MUNDO


"O Carnaval é uma festa que se originou na Grécia em meados dos anos 600 a 520 a.C.. 
Através dessa festa os gregos realizavam seus cultos em agradecimento aos deuses pela fertilidade do solo e pela produção, no período das colheitas. 
Passou a ser uma comemoração adotada pela Igreja Católica em 590 d.C..
É um período de festas regidas pelo ano lunar no cristianismo da Idade Média. 
O período do carnaval era marcado pelo "adeus à carne" ou do latim "carne vale", antes do período do jejum da quaresma, dando origem ao termo "carnaval".
Durante o período do carnaval havia uma grande concentração de festejos populares. Cada cidade brincava a seu modo, de acordo com seus costumes. O carnaval moderno, feito de desfiles e fantasias, é produto da sociedade vitoriana do século XIX.A cidade de Paris foi o principal modelo exportador da festa carnavalesca para o mundo. Cidades como Nice, Nova Orleans, Toronto e Rio de Janeiro se inspirariam no carnaval parisiense para implantar suas novas festas carnavalescas. Já o Rio de Janeiro criou e exportou o estilo de fazer carnaval com desfiles de escolas de samba para outras cidades do mundo, como São Paulo, Tóquio e Helsinque". (Fonte: wikipedia)

4 comentários:

  1. Como sempre um assunto super interessante e caprichado para se ver. Parabens Denise!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Dóris, pelo comentário aqui e pelo compartilhamento no Face. O carnaval deste ano acabou, mas no próximo vou querer umas ideias suas sobre o carnaval daqui do vale do Paraíba.

      Excluir
  2. Adorei a pesquisa! Parabéns!

    ResponderExcluir