Translate

28 de julho de 2013

PINTURAS COM TRABALHADORES DA TERRA - AGRICULTORES







ARTE E PROFISSÕES


PINTURAS DE AGRICULTORES








Dia do Agricultor
28 de Julho



Dependemos dos agricultores
em todas refeições diárias.
Do café matinal ao jantar,
somos beneficiados por eles.
Cultivam nossos alimentos,
sob sol e chuva, o ano inteiro.



"Agricultores" - Vincent van Gogh
Pintor holandês (1853-1890)


"Em algum momento da evolução humana,
o homem descobriu que podia tirar da terra o seu alimento."


"Dois Agricultores" - Vincent van Gogh
Pintor holandês (1853-1890)




Música - Villa-Lobos
Concerto para Guitarra e Pequena Orquestra
Violonista: Roland Dyens




"Duas Agricultoras Cavando a Terra" - Vincent van Gogh
Pintor holandês (1853-1890)

"Jovem Fazendeiro" - Winslow Homer
Pintor norte-americano (1836-1910)

"Fazendeiro Descascando Milho" - William Sidney Mount
Pintor norte-americano (1807-1868)

"A Lavoura da Fazendeira" - Anton Mauve
Pintor holandês (1838-1888)

Grant Wood
Pintor norte-americano (1891-1942)


"A arte de cultivar a terra:
uma importante e antiquíssima
atividade humana."


"As Colhedoras" - Jean François Millet
Pintor realista francês (1814-1875)

"Oração ao Final do Dia" - Jean François Millet
Pintor realista francês (1814-1875)




"No Brasil, quase 75% das pessoas que trabalham no campo são agricultores familiares.
Eles respondem por 70% dos alimentos consumidos pela população."




"Dois Homens Trabalhando Além do Solo" - Jean François Millet
Pintor realista francês (1814-1875)

Jean François Millet
Pintor realista francês (1814-1875)



"O Semeador": Um Título - Dois Artistas 


"O Semeador" - Jean François Millet
Pintor realista francês (1814-1875)

"O Semeador" - Van Gogh
Pintor holandês (1853-1890)



Os Agricultores em Fotografias






















Dia do Agricultor

No dia 28 de julho é comemorado o Dia do Agricultor. Data instituída a partir do centenário da criação do Ministério da Agricultura, em 1960.

No Brasil, quase 75% das pessoas que trabalham no campo são agricultores familiares.
Eles respondem por 70% dos alimentos consumidos pela população.


"Desde o século XIX, quando se estabeleceram hipóteses de como teria sido o desenvolvimento da humanidade, foram estabelecidas quatro fases de evolução: na primeira fase, o homem foi selvagem; na segunda, nômade e domesticador; na terceira, agricultor; e somente na quarta, começa a civilização. O momento da passagem de caçador para pastor e agricultor nunca ficou muito preciso, não se concluiu exatamente qual foi, ou onde foi.

Estudos arqueológicos, etnográficos e históricos mostram que ao mesmo tempo, em várias partes do mundo, o homem passou a mexer na terra com o objetivo de se alimentar, que é o que conhecemos como agricultura: uma arte, a arte de cultivar a terra.
A agricultura como é feita hoje, a chamada agricultura convencional, se baseia num conjunto de técnicas produtivas que surgiram em meados do século XIX, conhecida como a segunda revolução agrícola, e que se baseou no lançamento dos fertilizantes químicos. Expandiu-se após as grandes guerras, com o advento do emprego de sementes manipuladas geneticamente para provocar o aumento da produtividade, associado ao emprego de agroquímicos (agrotóxicos e fertilizantes) e de maquinaria agrícola.
Esse modelo de agricultura industrial, envolvendo uso intensivo de produtos químicos e grande especialização, tem predominado na agricultura e produção de alimentos mundial.


Agricultura Orgânica

A agricultura orgânica apareceu entre as décadas de 20 e 40, fruto de trabalhos de pesquisadores na Índia. Ela se baseia na manutenção da fertilidade do solo e da sanidade geral das plantas e animais pela adubação orgânica e pela diversificação e rotação de culturas. Utiliza também a reciclagem de resíduos sólidos, adubos verdes e restos de culturas, de rochas minerais, de manejo e controle biológico de insetos, mantendo a fertilidade e sanidade do solo para suprir as plantas de nutrientes e controlar insetos, pragas, moléstias e ervas invasoras.
Essa forma de cultivar a terra tem hoje muitos adeptos, tanto nos países em desenvolvimento quanto nos desenvolvidos, que a experimentam como uma alternativa à agricultura convencional.
O estudo dos efeitos das atividades humanas sobre o meio ambiente trouxe o conhecimento das más conseqüências da disseminação da poluição dos cursos d'água e dos lençóis freáticos subterrâneos pelo uso indiscriminado de fertilizantes e pesticidas na agricultura. Descobriu-se também que a agricultura intensiva oferece riscos de erosão aos solos e danos à vida selvagem.
Hoje, o consumidor é suficientemente informado e se preocupa com o efeito de alimentos contaminados por pesticidas, hormônios e resíduos de antibióticos para a saúde humana. Aumentou então o interesse por métodos menos convencionais, métodos mais naturais de cultivar a terra." Fonte: http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/julho/dia-do-agricultor.php




Parabéns e obrigada a todos estes trabalhadores da terra.
Trabalhadores importantíssimos à nossa saúde e preservação. Que cultivam as delícias naturais que compõem nossa alimentação saudável. Os alimentos que vem da terra são as nossas riquezas mais preciosas que, além de nos alimentar, previnem e curam doenças.


Nenhum comentário:

Postar um comentário