Translate

20 de julho de 2014

PINTURAS DE PAUL CÉZANNE - PRECURSOR DA PINTURA MODERNA - A PROVENCE DE CÉZANNE - SUAS MAÇÃS E O MONT SAINTE VICTOIRE






PINTURAS PÓS-IMPRESSIONISTAS


PAUL CÉZANNE


Pintor de grande nome no mundo das Artes,
Paul Cézanne foi um dos precursores da pintura moderna



A PROVENÇA DE CÉZANNE
 COM SUAS MAÇÃS E A MONTANHA SAINTE VICTOIRE


"A Cesta de Maçãs" - Paul Cézanne




Música: "La Libertadora - Op. 236" - Darius Milhaud
Compositor francês (1892-1974)



Cézanne e suas Maçãs


"Eu vou surpreender Paris com uma maçã"

Foi o que disse Cézanne depois de pintar inúmeras maçãs.

O artista criou suas obras na sua terra natal, Aix-en-Provence, no sul da França. Terra rica em macieiras e longe de Paris e das pinturas impressionistas da época.


"Essa é uma afirmação ousada, mesmo partindo de Paul Cézanne, e ele foi fiel à sua palavra. Ele desejou revigorar sua pintura e fez exatamente isso. O artista francês tornou-se o elo de ligação entre o passado e o futuro impressionista modernista, que foi totalmente inaugurado pelos gostos de Picasso e Matisse e ambos reverenciaram a obra de Cézanne. Mas o assunto que impulsionou tal sucesso na carreira do artista foi muitas vezes relativamente humilde, com as pinturas da vida cotidiana, de maçãs, figuras na paisagem e cenas de cozinha."
Fonte: http://www.artistdaily.com/blogs/artistdaily/archive/2013/08/02/i-will-astonish-paris-with-an-apple.aspx


"Maçãs e Biscoitos"


"A consciência da nossa própria força faz-nos modestos"
(Paul Cézanne)







"O olho absorve,
o cérebro produz formas"
(Paul Cézanne)





"Jarro e Frutas"




"O pintor elevou a humilde fruta à condição de símbolo da pintura moderna.
Ninguém, nem antes nem depois dele, pintou maçãs com tanta beleza e criatividade."


"Maçã Verde"




























Música: "Andantino Doucement Expressif" - Claude Debussy
Imagens das pinturas de Cézanne




Série das Pinturas do Monte Sainte Victoire

Cézanne pintou mais sessenta quadros com esta montanha como protagonista. As variantes do Monte Sainte Victoire foram pintadas de diferentes ângulos, horários e estações do ano.
Vê-se nestas pinturas a geometrização da paisagem, uma abstração cubista, que ele desenvolveu repetindo e recriando sob o mesmo tema, com pinceladas rápidas e marcantes.








 Cézanne desenvolveu um estilo próprio de pintura leve e aérea, que influenciou muitos pintores impressionistas.


















"Como pintor, torno-me mais lúcido quando confrontado com a Natureza"
(Paul Cézanne)









Fotografias do Mont Sainte Victoire















Estilo Artístico - principais características:


-Geometrização das formas e volumes
-Renúncia à perspectiva

-O claro-escuro perde sua função
-Representação do volume colorido sobre superfícies planas
-Sensação de pintura escultórica
-Cores austeras, do branco ao negro passando pelo cinza, por um ocre apagado ou um castanho suave


"Para Cézanne, a pintura não podia desvincular-se da natureza, tampouco copiava a natureza; de fato, a transformava. Ele dizia: “Mudo a água em vinho, o mundo em pintura”. E era verdade. Em suas telas, a árvore da paisagem ou a fruta da natureza-morta não eram a árvore e a fruta que conhecemos – eram pinturas."

Fonte: http://www.historiadaarte.com.br/linha/cubismo.html


"Margem do Rio" - Paul Cézanne



Cézanne foi o responsável pelo início do movimento cubista

Picasso, bem mais jovem,  disse a respeito de Cézanne, o mestre francês, " meu primeiro e único mestre, é como um pai de todos nós".

"Paul Cézanne foi um pintor pós-impressionista francês, cujo trabalho forneceu as bases da transição das concepções do fazer artístico do século XIX para a arte radicalmente inovadora do século XX. Cézanne pode ser considerado como a ponte entre o impressionismo do final do século XIX e o cubismo do início do século XX. A frase atribuída a Matisse e a Picasso, de que Cézanne "é o pai de todos nós", deve ser levada em conta.
 Cézanne nasceu em Aix-en-Provence, 19 de janeiro de 1839 e faleceu em 22 de outubro de 1906.
Após uma fase inicial dedicada aos temas dramáticos e grandiloquentes próprios da escola romântica, Paul Cézanne criou um estilo próprio, influenciado por Delacroix. Introduziu nas suas obras distorções formais e alterações de perspectiva em benefício da composição ou para ressaltar o volume e peso dos objetos. Concebeu a cor de um modo sem precedentes, definindo diferentes volumes que foram essenciais para suas composições únicas.




As construções como "composição arquitetônica" nas pinturas de Cézanne





"Cézanne não se subordinava às leis da perspectiva e sim, as modificava."

"A sua concepção da composição era arquitetônica; segundo as suas próprias palavras, o seu próprio estilo consistia em ver a natureza segundo as suas formas fundamentais: a esfera, o cilindro e o cone. Cézanne preocupava-se mais com a captação destas formas do que com a representação do ambiente atmosférico. Não é difícil ver nesta atitude uma reação de carácter intelectual contra o gozo puramente colorido do impressionismo."
Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Paul_C%C3%A9zanne





"Casa de Fazenda em Jas de Bouffan" - Paul Cézanne

"Casa em Provence" - Paul Cézanne












Paul Cézanne, o Artista

"Em Paris, Cézanne conheceu o impressionista Camille Pissarro. Inicialmente, a amizade feita em meados dos anos 1860 era a de um mestre e mentor - Pissarro exercendo uma influência formativa sobre o jovem artista. Ao longo da década seguinte, as excursões para pintar em Louveciennes e em Pontoise levaram a um trabalho colaborativo entre iguais."




"Nos primeiros trabalhos, Cézanne se preocupava com a figura na paisagem. Nesse período incluem-se várias pinturas de grupos de figuras grandes e pesadas na paisagem, pintadas a partir da imaginação. Mais tarde, ele passa a se interessar mais em trabalhar a partir da observação direta, e, gradualmente, desenvolveu um estilo de pintura mais leve e arejada, que iria influenciar imensamente os impressionistas. Não obstante, nos trabalhos de maturidade de Cézanne, percebe-se o desenvolvimento de um estilo solidificado, quase arquitetural de pintura."


"Durante toda a sua vida, esforçou-se para desenvolver uma observação autêntica do mundo através do método mais acurado possível para representá-lo em pintura. Ordenava estruturalmente tudo o que percebesse em formas e planos de cor simples. A sua afirmação “Eu quero fazer do impressionismo algo sólido e duradouro, como a arte dos museus”, e sua declarada intenção de recriar Nicolas Poussin acentuou seu desejo de unir a observação da natureza à permanência da composição clássica."
Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Paul_C%C3%A9zanne




Nenhum comentário:

Postar um comentário