Translate

2 de dezembro de 2013

PINTURAS E MÚSICAS DE SAMBISTAS BRASILEIROS







ARTE E CULTURA POPULAR


PINTURAS E MÚSICAS DE SAMBISTAS

O SAMBA BRASILEIRO



Dia do Samba
02 de Dezembro



A Cultura Faz um País

O samba brasileiro tem muitas raízes,
principalmente as africanas.

O samba é uma das maiores manifestações
populares do Brasil.



"Batuque" - Johann Moritz Rugendas
Pintor alemão (1802-1858)


Pintores estrangeiros das Missões Artísticas e Científicas retrataram os costumes brasileiros.

Os costumes e tradições históricas brasileiros da época do brasil-império, foram registrados e preservados graças ao vasto acervo de desenhos e pinturas em nanquim, aquarelas e fotografias, que foram executados por artistas estrangeiros em missões artísticas e científicas.
Nomes como os franceses Debret e  os irmãos Auguste e Nicolas AntoineTaunay, Marc Ferrez, o alemão Rugendas, estão registrados como parte da História da Arte Brasileira, que deixaram um importante legado visual daquela época.




O pintor alemão Johan Moritz Rugendas, veio ao Brasil, na época do Império.

Diferentemente dos demais estrangeiros que faziam parte da Missão Artística, que vieram no mesmo período ao Brasil, a convite do então rei português, D. João VI, Rugendas veio como uma missão científica.
Ele permaneceu no país durante o período de 1822 a 1825, retratando o povo e seus costumes.



 "Batuque Brasileiro" - Johann Moritz Rugendas
Pintor alemão (1802-1858)

Célio Nunes
Pintor brasileiro contemporâneo

Célio Nunes
Pintor brasileiro contemporâneo



Dois ótimos sambas tipicamente paulistanos: "Saudosa Maloca" e "Trem das Onze"




Música: "Saudosa Maloca" - Adoniran Barbosa






Música: "Trem das Onze" - Adoniran Barbosa






"Quem não gosta de samba
bom sujeito não é
É ruim da cabeça
ou doente do pé."

(Dorival Caymmi da Música 'Samba da Minha Terra')



Música: "Samba da Minha Terra" - Danilo Caymmi
Letra e composição de Dorival Caymmi







Sérgio Vidal
Pintor brasileiro contemporâneo

Wanderley Caramba - Sambista e pintor brasileiro contemporâneo

Wanderley Caramba - Sambista e pintor brasileiro contemporâneo




O artista brasileiro Di Cavalcanti, conhecido como o "pintor das mulatas", retratou os sambistas

"Samba" - Di Cavalcanti
Pintor brasileiro (1897-1976)


Di Cavalcanti
Pintor brasileiro (1897-1976)


Di Cavalcanti
Pintor brasileiro (1897-1976)


Di Cavalcanti
Pintor brasileiro (1897-1976)


Di Cavalcanti
Pintor brasileiro (1897-1976)




Os Sambistas do Artista Carioca Heitor dos Prazeres

"Roda de Samba" - Heitor dos Prazeres - Mano Mestre
Pintor brasileiro (1898-1966)


Heitor dos Prazeres
Pintor brasileiro (1898-1966)


Heitor dos Prazeres
Pintor brasileiro (1898-1966)


Heitor dos Prazeres
Pintor brasileiro (1898-1966)


Heitor dos Prazeres
Pintor brasileiro (1898-1966)



Samba - Origem

Origens do Samba, Significado, História do Samba e Principais Sambistas

"O samba surgiu da mistura de estilos musicais de origem africana e brasileira. O samba é tocado com instrumentos de percussão (tambores, surdos timbau) e acompanhados por violão e cavaquinho. Geralmente, as letras de sambas contam a vida e o cotidiano de quem mora nas cidades, com destaque para as populações pobres. O termo samba é de origem africana e tem seu significado ligado às danças típicas tribais do continente.
As raízes do samba foram fincadas em solo brasileiro na época do Brasil colonial, com a chegada da mão-de-obra escrava em nosso país.
O primeiro samba gravado no Brasil foi "Pelo Telefone", no ano de 1917, cantado por Bahiano. A letra deste samba foi escrita por Mauro de Almeida  e Donga .
Tempos depois, o samba toma as ruas e espalha-se pelos carnavais do Brasil. Neste período, os principais sambistas são: Sinhô Ismael Silva  e Heitor dos Prazeres .
Na década de 1930, as estações de rádio, em plena difusão pelo Brasil, passam a tocar os sambas para os lares. Os grandes sambistas e compositores desta época são:
Noel Rosa autor de "Conversa de Botequim"; Cartola de "As Rosas Não Falam"; Dorival Caymmi de "O Que É Que a Baiana Tem?"; Ary Barroso, de "Aquarela do Brasil"; e Adoniran Barbosa, de "Trem das Onze". 
Na década de 1970 e 1980, começa a surgir uma nova geração de sambistas. Podemos destacar: Paulinho da Viola, Jorge Aragão, João Nogueira, Beth Carvalho, Elza Soares, Dona Ivone Lara, Clementina de Jesus, Chico Buarque, João Bosco e Aldir Blanc.
Outros importantes sambistas de todos os tempos: Pixinguinha, Ataulfo Alves, Carmem Miranda (sucesso no Brasil e nos EUA), Elton Medeiros, Nelson Cavaquinho, Lupicínio Rodrigues, Aracy de Almeida, Demônios da Garoa, Isaura Garcia, Candeia, Elis Regina, Nelson Sargento, Clara Nunes, Wilson Moreira, Elizeth Cardoso, Jacob do Bandolim e Lamartine Babo." Fonte:  http://www.suapesquisa.com/samba/





"O samba é um gênero musical, do qual deriva de um tipo de dança, de raízes africanas, surgido no Brasil e considerado uma das principais manifestações culturais populares brasileiras. Dentre suas características originais, possui uma forma na qual a dança é acompanhada por pequenas frases melódicas e refrões de criação anônima, alicerces do samba de roda nascido no Recôncavo Baiano.5 Embora houvesse variadas formas de samba no Brasil (não apenas na Bahia, como também no Maranhão, em Minas Gerais, em Pernambuco e em São Paulo), sob a forma de diversos ritmos e danças populares regionais que se originaram do batuque, o samba como gênero musical é entendido como uma expressão musical urbana do Rio de Janeiro, então capital do Brasil Imperial, onde chegou durante a segunda metade do século XIX levado por negros oriundos do sertão baiano.
No Rio de Janeiro, a dança praticada pelos escravos libertos entrou em contato e incorporou outros gêneros musicais populares entre os cariocas, como a polca, o maxixe, o lundu e o xote, adquirindo um caráter totalmente singular nas primeiras décadas do século XX. Um marco dentro da história moderna e urbana do samba ocorreu em 1917, no próprio Rio de Janeiro, com a gravação em disco de "Pelo Telefone", considerado o primeiro samba a ser gravado no Brasil (segundo os registros da Biblioteca Nacional). O sucesso alcançado pela canção contribuiu para a divulgação e popularização do samba como gênero musical."



Vídeo-Música: "Pelo Telefone" - Donga
Compositor brasileiro: Ernesto Joaquim Maria dos Santos conhecido como Donga
Vídeo com um trecho de programa em que o compositor  e violonista brasileiro Donga, é homenageado num programa de TV, por sua música "Pelo Telefone", considerado o primeiro samba brasileiro.





Música: "Conversa de Botequim" - Noel Rosa






Música: "A Flor e o Espinho/ Minha Festa" - Nelson Cavaquinho







A Flor e o Espinho e Minha Festa

(Letra da Músicas de Nelson Cavaquinho)

Tire o seu sorriso do caminho
Que eu quero passar com a minha dor
Hoje pra você eu sou espinho
Espinho não machuca a flor
Eu so errei quando juntei minh'alma a sua
O sol não pode viver perto da lua
Tire o seu sorriso do caminho
Que eu quero passar com a minha dor
Hoje pra você eu sou espinho
Espinho não machuca a flor
Eu so errei quando juntei minh'alma a sua
O sol não pode viver perto da lua
É no espelho que eu vejo a minha magoa
A minha dor e os meus olhos rasos d'agua
Eu na sua vida já fui uma flor
Hoje sou espinho em seu amor
Eu so errei quando juntei minh'alma a sua
O sol não pode viver perto da lua
Tire o seu sorriso do caminho
Que eu quero passar com a minha dor
Que eu quero passar com a minha dor



Minha Festa

La, lalaia laia laia, lalaia laia laia, lalaia laia laia, ia
La, lalaia laia laia, lalaia laia laia, lalaia laia laia
Graças a deus minha vida mudou
Quem me viu, quem me vê, a tristeza acabou
Contigo aprendi a sorrir
Escondeste o pranto de quem sofreu tanto
Organizaste uma festa em mim
É por isso que eu canto assim
La, lalaia laia laia, lalaia laia laia, lalaia laia laia, ia
La, lalaia laia laia, lalaia laia laia, lalaia laia laia







Nenhum comentário:

Postar um comentário