Translate

13 de junho de 2014

PINTURAS DE SANTO ANTONIO










ARTE E RELIGIÃO

PINTURAS DE SANTO ANTONIO


Dia de Santo Antonio de Pádua
(Santo Antonio de Lisboa)

13 de Junho



Santo Antonio
Padre Franciscano e Doutor da Igreja



Santo Antonio conhecido como Santo Antonio de Lisboa,
cidade onde nasceu, e também como Santo Antonio de Pádua, cidade onde faleceu.
Mais conhecido popularmente como o Santo Casamenteiro e o Santo dos Pobres.
Distribuía pães aos pobres e tornou-se popular também no seu dia, a benção dos pães nas igrejas católicas.



Ícone Ortodoxo


O menino Jesus é geralmente mostrado nas pinturas, sentado ou em pé sobre a bíblia, significando que o próprio Santo Antonio o anunciava a todos.

Ícone Ortodoxo


Benozzo Gozzoli
Pintor italiano (c.1421-1497)




Santo Antonio é um dos santos festejados nas Festas Juninas,
do Brasil e de Portugal.



Músicas Tradicionais Portuguesas - Instrumental






Anton Rapahel Mengs
Pintor Alemão (1728-1779)



Na pintura abaixo, do artista grego El Greco, a figura do menino Jesus aparece como uma  imagem dentro do livro, que é a própria bíblia. Diferentemente da maioria das pinturas com este santo, em que o menino está em pé ou sentado sobre o livro.

El Greco
Pintor grego (1541-1614)








"A paciência é o baluarte da alma, ela a fortifica e defende de toda perturbação."
(Santo Antonio de Pádua)






"Uma água turva e agitada não espelha a face de quem sobre ela se debruça. Se queres que a face de Cristo, que te protege, se espelhe em ti, sai do tumulto das coisas exteriores, seja tranquila a tua alma."
(Santo Antonio de Pádua)


Bernardo Strozzi
Pintor italiano (c.1581-1644)





Bartolomé Esteban Murillo
Pintor espanhol (1617-1682)

Gerard David
Pintor holandês (1460-1523)

Alvise Vivarini
Pintor italiano (1446-1502)

Raphael
Pintor renascentista italiano (1483-1920)



"É viva a Palavra quando são as Obras que falam."
(Santo Antonio de Pádua)


Francisco de Zurbarán
Pintor espanhol (1598-1664)




O significado e o simbolismo da imagem de Santo Antônio de Pádua



O Hábito

"Na imagem de Santo Antônio, o hábito representa sua pertença á Ordem Franciscana. No século XV, algumas representações mostram o santo usando um hábito cinza, simbolizando os mendicantes ou penitentes. O hábito marrom simboliza a certeza de sua fé em Jesus Cristo e sua morte para a vida mundana. O hábito é um símbolo de consagração a Deus, de humildade e de pertença a uma ordem religiosa."


O Livro

"O livro que Santo Antonio segura nas mãos é o próprio Evangelho, a sabedoria de Santo Antônio e o fato dele ser Doutor da Igreja. Representa, também, o pregador extraordinário que reunia multidões para ouvi-lo. Por seus conhecimentos e sabedoria bíblica, o Papa Gregório IX chamava-o “Arca do Testamento”."


O Menino Jesus

"O menino Jesus representa a intimidade de Santo Antônio com Cristo. Ele é mostrado de três modos diferentes:
1.  Sobre o livro: estar em cima do livro, a Bíblia, significa que Santo Antônio anunciava Jesus Cristo, o Verbo encarnado. De fato, todos os sermões de santo Antônio foram sobre Jesus e as passagens do Evangelho. Ele revelou com poder e força o Verbo divino.
2. No colo de Santo Antônio: representa a extraordinária intimidade do santo com Jesus. Em algumas representações o menino acaricia lhe o rosto. Todo o dom da pregação de santo Antônio vem da sua intimidade com Jesus na oração profunda e na Eucaristia. Daí vinha toda a sabedoria e os dons que se manifestavam em Santo Antônio.
3. Sendo mostrado ao santo pela Virgem Maria. Revela a devoção de Santo Antônio para com a virgem Maria. Nesta representação, Santo Antônio aparece em estado de profunda adoração a Jesus."


O Lírio de Santo Antônio

"O lírio na imagem de Santo Antônio representa sua castidade e pureza de coração. Simboliza também a estação do ano na qual o santo morreu, o verão no hemisfério norte."


A Tonsura de Santo Antônio

"O cabelo raspado no centro da cabeça se chama tonsura e representa o voto de castidade de santo Antônio. A tonsura era uma cerimônia religiosa, na qual o Bispo raspava o cabelo de quem estava sendo ordenado no primeiro grau da Ordem. A tonsura tinha também o de renúncia das vaidades e ser como o Cristo, sendo coroado rei que se oferece a serviço de todos."


O Pão de Santo Antônio

"O pão na imagem de Santo Antônio também é bem comum. Representa um de seus vários milagres feitos em vida. Em algumas obras vimos o santo distribuindo o “pão dos pobres”. Essa é uma característica mais recente, do século XIX. Surgiu durante uma época de muita fome na Europa."


O Terço

"O Terço na imagem de Santo Antônio representa sua entrega e devoção à Mãe de Deus. Santo Antônio começou a ser representado com o Terço na cintura, no século XVI, para mostrar que ele era homem de oração. O terço também fazia parte do hábito franciscano."


O Cordão de Santo Antônio

"O cordão na Imagem de Santo Antônio representa seus votos perpétuos. O cordão faz parte do hábito franciscano. É um cinto de corda que contém três nós. Estes nós simbolizam os votos de obediência, pobreza e castidade, que todo religioso franciscano faz quando faz os votos perpétuos."
Fonte: http://www.cruzterrasanta.com.br/significado/santo-antonio-de-padua





Santo Antônio Padroeiro

Portugal (padroeiro secundário), Lisboa (padroeiro principal), Pádua, padroeiro dos pobres, das mulheres grávidas, dos casais, pessoas que desejam encontrar objectos perdidos, dos oprimidos, entre outros.



História de Santo Antonio


"Santo António ou Antônio de Lisboa, também conhecido como Santo António de Pádua, OFM (Lisboa, Agosto de 1191-1195 ? — Pádua, 13 de Junho de 1231), de sobrenome incerto mas batizado como Fernando, foi um Doutor da Igreja que viveu na viragem dos séculos XII e XIII .

Santo António de Lisboa é também tido como um dos intelectuais mais notáveis de Portugal do período pré-universitário. Tinha grande cultura, documentada pela coletânea de sermões escritos que deixou, onde fica evidente que estava familiarizado tanto com a literatura religiosa como com diversos aspetos das ciências profanas, referenciando-se em autoridades clássicas como Plínio, o Velho, Cícero, Séneca, Boécio, Galeno e Aristóteles, entre muitas outras. O seu grande saber tornou-o uma das mais respeitadas figuras da Igreja Católica do seu tempo. Lecionou em universidades italianas e francesas e foi o primeiro Doutor da Igreja franciscano. São Boaventura disse que ele possuía a ciência dos anjos. Hoje é visto como um dos grandes santos do Catolicismo, recebendo larga veneração e sendo o centro de rico folclore."
Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Santo_Ant% C3% B3nio_de_Lisboa



Dia de Santo Antonio - 13 de Junho

"Santo Antonio faleceu em Pádua, na Itália, em 13 de junho de 1231, aos 36 anos.
 Sua fama de santidade era tamanha que foi canonizado logo no ano seguinte, em 30 de maio, pelo papa Gregório IX. Os seus restos mortais repousam desde 1263 na Basílica de Santo António de Pádua, construída em sua memória logo após sua canonização. Quando sua tumba foi aberta para iniciar o processo de translado, sua língua foi encontrada incorrupta, e São Boaventura, presente no ato, disse que o milagre era prova de que sua pregação era inspirada por Deus. E incorrupta está até hoje, em exposição na Capela das Relíquias da Basílica.
Foi proclamado Doutor da Igreja pelo papa Pio XII em 16 de janeiro de 1946 e é comemorado no dia 13 de junho."


Festas

"Em Portugal, Santo António é muito venerado na cidade de Lisboa e o seu dia, 13 de Junho, é feriado municipal.
As festas em honra de Santo António começam logo na noite do dia 12. Todos os anos a cidade organiza as marchas populares, grande desfile alegórico que desce a Avenida da Liberdade (principal artéria da cidade), no qual competem os diferentes bairros."


No Brasil e em Portugal - Santo Antonio, o Santo Casamenteiro

"No Brasil, onde o santo tem muitos devotos, é também frequentemente reverenciado como Santo Antônio, o Casamenteiro. O arraial de Santo Antônio do Leite, no Estado de Minas Gerais, Brasil, tem em sua igreja uma imagem de Santo António de Lisboa, trazida de Portugal em finais do século XVII."

Em Portugal, a Câmara Municipal de Lisboa costuma organizar, na Sé Patriarcal de Lisboa, o casamento de jovens noivos de origem modesta, todos os anos no dia 13 de Junho. São conhecidos por 'noivos de Santo António', recebem ofertas do município e também de diversas empresas, como forma de auxiliar a nova família."


"Santo António nasceu em Lisboa em data incerta, numa casa, assim se pensa, próxima da Sé, às portas da cidade, no local onde posteriormente se ergueu a igreja sob sua invocação."
Igreja Santo Antonio de Lisboa - Lisboa

Nenhum comentário:

Postar um comentário