Translate

10 de agosto de 2013

PINTURAS COM GARÇONS E GARÇONETES






ARTE E PROFISSÕES


PINTURAS DE GARÇONS E GARÇONETES



Dia do Garçom
11 de Agosto


Cao Yong
Pintor chinês contemporâneo (n.1962)



Música: "Take Five" - Atlantic Jazz Band
Jazz Blues - Bar Music






Dia do Garçom

"Não se sabe ao certo como surgiu a data, mas acredita-se que coincida com o Dia do Advogado porque nesta data os garçons tem trabalho dobrado.
"


"Dia 11 de agosto é comemorado o Dia do Garçom, o responsável por servir as delícias que você degusta confortavelmente em um bar ou restaurante. A palavra tem origem na língua francesa, na qual “garçón” significa garoto, e dizem ter se fixado como nome da profissão pois os franceses, quando aportaram no Brasil, assim chamavam as pessoas que estavam ali para servi-los. Mas, independente da origem da palavra, hoje ser garçom envolve outros aspectos além de servir comidas e bebidas. Os profissionais dessa área, em muitos locais, são também responsáveis por indicar pratos e bebidas, sugerindo harmonizações, e são também personagens importantes na decisão de ir ou não a algum estabelecimento."





"Garçons do Bistrô" - Brent Heighton
Pintor canadense contemporâneo

"A Garçonete do Restaurante de Duval" - Renoir
Pintor impressionista francês (1841-1919)



"A Garçonete" - Édouard Manet
Pintor impressionista francês (1832-1883)

"A Garçonete de Cerveja" - Édouard Manet
Pintor impressionista francês (1832-1883)

"Bar no Folies-Bergère" - Édouard Manet
Pintor impressionista francês (1832-1883)



"A Garçonete de Cerveja" - Toni Aron
Pintor austro-húngaro (1859-1920)


Dia do Garçom
11 de Agosto




Dia do "Pendura" - 11 de Agosto
Comemorando o Dia do Advogado surgiu o Dia do "Pendura" e  também o Dia do Garçom.

"No dia 11 de agosto de 1827, passados três anos da promulgação da primeira Constituição brasileira, Dom Pedro I criou os dois primeiros cursos de Direito no País: um em Olinda, no Mosteiro de São Bento, outro no município de São Paulo, no Largo São Francisco.Tal data se tornou motivo de celebração, tamanha a notoriedade que tinham os advogados perante a sociedade na época. Comerciantes ofereciam-lhes, neste dia, refeição e bebida como cortesia. E eles, como forma de agradecimento, proferiam belos discursos aos frequentadores do estabelecimento.
Com o tempo, a tradição foi se perpetuando, e o que era uma cortesia passou a ser uma imposição. Como parte da “comemoração”, os estudantes resolveram simplesmente que não pagariam a conta do restaurante.
E a "brincadeira" dura até hoje: no dia 11 de agosto, eles se reúnem, comem, bebem e não pagam. E ainda fazem um discurso para todo mundo ouvir. Alguns chegam a fazer isso durante a semana que antecede a data. 
Passados quase duzentos anos do surgimento do Direito no Brasil, os estudantes fazem questão de praticar rigorosamente a pendura. O detalhe é que atualmente existem mais de mil cursos de Direito em todo o País, e, portanto, um verdadeiro exército de caloteiros.
Proprietários de bares e restaurantes tentam se defender como podem, mas nem sempre as estratégias são eficazes. Há quem simplesmente não aceite o calote, incondicionalmente, e acaba chamando a Polícia, onde um acordo, na maioria das vezes, acaba sendo feito. Há também aqueles que procuram entrar em acordo, oferecendo belos descontos sobre os preços do cardápio. Outros estabelecimentos, ainda, criaram a chamada pendura social: os estudantes pagam pelo que consumiram, e esse dinheiro é inteiramente doado às instituições de caridade."
Fonte:  http://pessoas.hsw.uol.com.br/dia-da-pendura.htm

Um comentário:

  1. Denise, quando não é magnificio é peculiar ! Sempre maravilhoso. Detalhes de personagens que as vezes passam em branco nas nossas vidas... Amei !

    ResponderExcluir