Translate

2 de setembro de 2013

PINTURAS DE BORBOLETAS - ODILON REDON





ARTE E NATUREZA


PINTURAS DE BORBOLETAS



Livres
coloridas
e delicadas
borboletas...

Saem do casulo para a liberdade de voar
e morrem livres.







Música: "La Danza delle Farfalle" - ("Butterfly Dance")  - Andrea Gherardi
Compositor e pianista italiano contemporâneo 






Odilon Redon e Suas Coloridas Borboletas

















O artista francês Odilon Redon, 1840-1916, foi um pintor simbolista e pós-impressionista, que criou uma linguagem plástica particular e original. 

"Suas gravuras são ricas com uma visão muito pessoal de um universo de sonho.
Ele mesmo declarou,
"...deixo livre a minha imaginação no sentido de utilizar tudo o que a litografia pode me oferecer. Cada uma das muitas peças é o resultado de uma procura apaixonada do máximo que pode ser extraído da conjugação do uso do lápis, papel e pedra"."

Lily Greenwood
Pintora inglesa contemporânea

Lily Greenwood
Pintora inglesa contemporânea

Lily Greenwood
Pintora inglesa contemporânea

"Asa da Liberdade" - Denise Ludwig

"Borboleta II" - Denise Ludwig

"Borboleta do Jardim" - Denise Ludwig



Música: "Papillons" (Borboletas) Op. 2 - Piano - Schumann









ARTE E CIÊNCIA

A Incrível Metamorfose da Borboleta


Como uma lagarta se transforma em borboleta?

Quanto tempo leva esse processo?
"A transformação acontece em quatro fases: o ovo, a larva, a pupa e o estagio adulto. O inicio do ciclo começa com os ovos que são postos pela borboleta geralmente em folhas de plantas. “Esse período dura de alguns dias até um mês”, diz a entomologista (especialista em insetos) Cleide Costa, do Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo. Há um mecanismo no corpo do inseto que faz com que o embrião fique inativo no ovo até que as condições do clima e do crescimento da planta (onde ele esta e que servirá de alimento) sejam favoráveis.
Ele se transforma então, em lava (lagarta). Nessa fase, que dura meses até mais de um ano, o animal come mais (geralmente folhas) para crescer e guardar energias. Durante esse estagio, a lava produz fios de seda ou semelhantes, que se prendem a superfície onde ela esta. Apesar de ainda não ser o casulo, esses fios servem de abrigo contra os predadores.
Quando o animal atingir a fase de pupa, depois de várias mudanças de pele, ele usará esses fios para construir o verdadeiro casulo. A larva fia em estado de total repouso por um período que vai de uma semana a um mês, dependendo da espécie, e os tecidos do seu corpo vão se modificando. Quando a borboleta já estiver pronta, ela rompe o casulo.Uma vez livre do casulo, é preciso colocar as asinhas de fora. Elas ficam abrigadas no tórax. O inseto contrai o tórax e joga sangue para dentro do compartimento qual estão as assas. Com isso, o compartimento se rompe e as asas saem. A mobilidade que o voo dá ao inseto é importante para dispersar a espécie para outras áreas e principalmente para que fêmeas e machos se encontrem. Assim como na fase de larva o mais importante é a alimentação, e na de pupa é a transformação, a principal atividade na fase adulta (que dura de uma semana a uns meses) é a reprodução. A metamorfose não é privilégio apenas da borboleta. Outros animais, como anfíbios, também sofrem transformações. Mas as mudanças sofridas por esses insetos são as mais radicais." 
Fonte:  http://super.abril.com.br/mundo-animal/lagarta-leva-ano-virar-borboleta-488821.shtml

A metamorfose do casulo à borboleta



"O segredo é não correr atrás das borboletas... É cuidar do jardim para que elas venham até você."
(Mário Quintana)



Nenhum comentário:

Postar um comentário