Translate

26 de setembro de 2013

ARTE NA HISTÓRIA BÍBLICA - GENESIS - A CRIAÇÃO DO MUNDO



ARTE NA HISTÓRIA BÍBLICA

PINTURAS DAS PRINCIPAIS PASSAGENS BÍBLICAS

Parte I



GÊNESIS
A CRIAÇÃO DO CÉU E DA TERRA




Dia da Bíblia
30 de Setembro



GÊNESIS

O Primeiro Livro da Bíblia Cristã e Hebraica

O Início de Tudo em Pinturas e Músicas


"A Criação do Mundo" - Jan Brueghel
Pintor flamengo (1568-1625)






"Deus - O Arquiteto do Universo"

Ícone

Ícone



Música: "Criação I (Die Shopfung)  - Haydn
Franz Joseph Haydn - Compositor austríaco (1732-1809)












Gênesis - O primeiro Livro Bíblico

"Gênesis é o primeiro livro tanto da Bíblia Hebraica como da Bíblia cristã, antecede o Livro do Êxodo.
Faz parte do Pentateuco e da Torá, os cinco primeiros livros bíblicos
Gênesis (do grego Γένεσις, "nascimento", "origem") é o nome dado pela Septuaginta ao primeiro destes livros, ao passo que seu título hebraico Bereshit (בְּרֵאשִׁית, B'reishit, "No princípio") é tirado da primeira palavra de sua sentença inicial. Narra uma visão mitológica desde a criação do mundo na perspectiva hebraica, genealogias dos Patriarcas bíblicos, até à fixação deste povo no Egito através da história de José. A tradição judaico-cristã atribui a autoria do texto a Moisés enquanto a crítica literária moderna prefere descreve-lo como compilado de texto de diversas mãos."




"Deus Separando Dia e Noite" - Michelangelo
Pintor renascentista italiano (1475-1564)


... e Deus disse: Faça-se luz! E fez-se luz...

"Faz-se Luz" - Gustave Doré
Pintor e gravurista francês (1832-1883)


Gustave Doré
Pintor e gravurista francês (1832-1883)


Gustave Doré
Pintor e gravurista francês (1832-1883)
"Deus Criando o Céu e a Luz"

"O Primeiro Dia da Criação" - Julius Schnorr von Carolsfeld
Pintor e gravurista alemão (1794-1872)
"Deus Criando o Sol" - Michelangelo
Pintor renascentista italiano (1475-1564)
"Deus Criando os Animais" - Giovanni Castiglione
Pintor barroco italiano (1607-1664)

"Big Bang - Criação do Mundo" - Ana Farkas
Pintora romena contemporânea

"A Criação" - Chagall
Pintor russo-francês (1887-1985)


Música: "A Criação do Mundo Op. 81" (La Creation du Monde) - Darius Milhaud
Compositor e professor francês (1892-1974)
(Esta peça, de 1923,  descreve a "Criação do Mundo" na mitologia africana)
Orquestra Nacional da França - Conduzida pelo maestro Leonard Bernstein





Música Explicada:

A peça musical acima é composta em 6 movimentos, incluindo a abertura. São eles respectivamente:
Abertura
1. O Caos antes da Criação (3:55)
2. A Escuridão levantando lentamente, a Criação das Plantas, dos Insetos e das Feras.
3. A Criação do Homem e da Mulher.
4. O Desejo do Homem e da Mulher.
5. O Beijo do Homem e da Mulher. Final




PINTURA EXPLICADA:

"Dias da Criação"


Paineis do Artista Inglês Sir Edward Burne-Jones

Edward Burne-Jones
Pintor simbolista inglês (1833-1898)

O escritor inglês Oscar Wilde descreveu a obra acima, "Dias da Criação", executada pelo artista inglês, Edward Burne-Jones da seguinte forma:
"A imagem é dividida em seis partes, cada uma representando um dia na Criação do Mundo, sob o símbolo de um anjo segurando um globo de cristal, no qual é mostrado o trabalho de cada dia. O primeiro compartimento apresenta o anjo solitário do primeiro dia, e dentro da bola de cristal a luz está sendo separada das trevas. Nas outras partes são quatro anjos, e a bola de cristal brilha por dentro como um opala aquecida, é a criação do Sol, Lua e Estrelas. O número dos anjos aumentam, as cores ficam mais vivas e crescem até chegarmos à sexta parte, que brilha ao longe como um arco-íris. Dentro dele estão os seis anjos da criação, cada um com sua bola de cristal. Dentro do cristal do sexto anjo pode-se ver os membros fortes de Adão em forma de  herói, e o corpo pálido e bonito da véspera. Aos pés destes seis mensageiros alados do Criador também está sentado o anjo do Sétimo Dia. Em uma harpa de ouro está cantando as glórias de que o dia vê o que nós ainda não vimos. Os rostos dos anjos são pálidos e de forma oval, em seus olhos tem a luz da sabedoria e do amor, os seus lábios parecem como se falasse para nós, a força e beleza estão em suas asas. Eles ficam com os pés nus, alguns como conchas espalhadas nas areias pela maré e quebrados pela tempestade, outros parece em poças de água, outros em estranhas flores, e seu cabelo é a brilhante roda de glória na cabeça de um santo."



Música: "Gênesis" - Heitor Villa-Lobos
Compositor brasileiro (1887-1959)






E o Mundo foi Criado em Sete Dias...

 Gênesis, 1

1. No princípio, Deus criou o céu e a terra.
2. A terra estava sem forma e vazia; as trevas cobriam o abismo e um vento impetuoso soprava sobre as águas.
3. Deus disse: "Que exista a luz" luz começou a existir.
4. Deus viu que a luz era boa. E Deus separou a luz das trevas:
5. À luz Deus Chamou "dia" e às trevas chamou "noite". Houve uma tarde e uma manhã: foi o primeiro dia.
6. Deus disse: "Que exista um firmamento no meio das águas para separar águas de águas!"
7. Deus fez o firmamento para separar as águas que estão acima do firmamento das águas que estão abaixo do firmamento. E assim se fez.
8. E Deus chamou ao firmamento "céu". Houve uma tarde e uma manhã: foi o segundo dia.
9. Deus disse: "Que as águas que estão debaixo do céu se ajuntem num só lugar, e apareça o chão seco". E assim se fez.
10. E Deus chamou ao chão seco "terra", e ao conjunto das águas "mar". E Deus viu que era bom.
11. Deus disse: "Que a terra produza relva, ervas que produzam semente, e árvores que dêem frutos sobre a terra, frutos que contenham semente, cada uma segundo a sua espécie". E assim se fez.
12. E a terra produziu relva, ervas que produzem semente, cada uma segundo a sua espécie, e árvores que dão fruto com a semente, cada uma segundo a sua espécie. E Deus viu que era bom.
13. Houve uma tarde e uma manhã: foi o terceiro dia.
14. Deus disse: "Que existam luzeiros no firmamento do céu, para separar o dia da noite e para marcar festas, dias e anos;
15. e sirvam de luzeiros no firmamento do céu para iluminar a terra". E assim se fez.
16. E Deus fez os dois grandes luzeiros: o luzeiro maior para regular o dia, o luzeiro menor para regular a noite, e as estrelas.
17. Deus os colocou no firmamento do céu para iluminar a terra,
18. para regular o dia e a noite e para separar a luz das trevas. E Deus viu que era bom.
19. Houve uma tarde e uma manhã: foi o quarto dia.
20. Deus disse: "Que as águas fiquem cheias de seres vivos e os pássaros voem sobre a terra, sob o firmamento do céu".
21. E Deus criou as baleias e os seres vivos que deslizam e vivem na água, conforme a espécie de cada um, e as aves de asas conforme a espécie de cada uma. E Deus viu que era bom.
22. E Deus os abençoou e disse: "Sejam fecundos, multipliquem-se e encham as águas do mar; e que as aves se multipliquem sobre a terra".
23. Houve uma tarde e uma manhã: foi o quinto dia.
24. Deus disse: "Que a terra produza seres vivos conforme a espécie de cada um: animais domésticos, répteis e feras, cada um conforme a sua espécie". E assim se fez.
25. E Deus fez as feras da terra, cada uma conforme a sua espécie; os animais domésticos, cada um conforme a sua espécie; e os répteis do solo, cada um conforme a sua espécie. E Deus viu que era bom.
26. Então Deus disse: "Façamos o homem à nossa imagem e semelhança. Que ele domine os peixes do mar, as aves do céu, os animais domésticos, todas as feras e todos os répteis que rastejam sobre a terra".
27. E Deus criou o homem à sua imagem; à imagem de Deus ele o criou; e os criou homem e mulher.
28. E Deus os abençoou e lhes disse: "Sejam fecundos, multipliquem-se, encham e submetam a terra; dominem os peixes do mar, as aves do céu e todos os seres vivos que rastejam sobre a terra".
29. E Deus disse: "Vejam! Eu entrego a vocês todas as ervas que produzem semente e estão sobre toda a terra, e todas as árvores em que há frutos que dão semente: tudo isso será alimento para vocês.
30. E para todas as feras, para todas as aves do céu e para todos os seres que rastejam sobre a terra e nos quais há respiração de vida, eu dou a relva como alimento". E assim se fez.
31. E Deus viu tudo o que havia feito, e tudo era muito bom. Houve uma tarde e uma manhã: foi o sexto dia.


Gênesis 2, 1-4

1. Assim foram acabados os céus, a terra e todo seu exército.
2. Tendo Deus terminado no sétimo dia a obra que tinha feito, descansou do seu trabalho.
3. Ele abençoou o sétimo dia e o consagrou, porque nesse dia repousara de toda a obra da Criação.
4. Tal é a história da criação dos céus e da terra.



"A Criação e a Expulsão do Paraíso" - Giovanni di Paolo

(Continuação no próximo Post, com a criação de Adão e Eva e a expulsão do Paraíso)


Nenhum comentário:

Postar um comentário