Translate

6 de setembro de 2013

ARTE NA INDEPENDÊNCIA DO BRASIL EM PINTURAS









ARTE DO BRASIL

INDEPENDÊNCIA DO BRASIL EM PINTURAS





Independência do Brasil
07 de Setembro de 1882







A reunião onde tudo começou:

A pintura abaixo retrata a reunião em que D. Leopoldina, a princesa regente do Brasil, cercada por ministros, foi orientada por José Bonifácio, a expedir a carta lida por D. Pedro I às margens do Ipiranga, proclamando a independência do Brasil.


"Sessão do Conselho de Estado" - Georgina de Albuquerque
Pintora brasileira (1885-1962)

"Este óleo sobre tela da artista brasileira Georgina de Albuquerque (1885-1962), de 1922, representa a Sessão do Conselho de Estado, com a Princesa Leopoldina e os Ministros, fato relativo à Independência do Brasil.
Esta pintura é uma reconstituição motivada pelas celebrações do Centenário da Independência, onde a artista tomou como base as informações legadas pelo Conselheiro Antonio Menezes Drumond.
Trata-se de um fato histórico ocorrido em 2 de setembro de 1822. Dona Leopoldina, investida nas funções de Princesa Regente e cercada pelo Ministério, ouve de José Bonifácio de Andrada e Silva os argumentos pela imediata Proclamação da Independência do Brasil. Motivada por esta reunião, D. Leopoldina teria expedido a carta que, lida às margens do Ipiranga, levou D. Pedro a proclamar a Independência do Brasil, rompendo com as Cortes de Lisboa."

Dona Leopoldina, exige ao marido, D. Pedro I que proclame a Independência do Brasil e, na carta enviada a ele, adverte: "O pomo está maduro, colhe-o já, senão apodrece".

"Sessão do Conselho de Estado" (Detalhe da pintura acima) -  Georgina de Albuquerque
Pintora brasileira (1885-1962)
"Dona Leopoldina" - Luis Schalappriz


O Patriarca da Independência: José Bonifácio
de Andrada e Silva
O estadista, naturalista e poeta, José Bonifácio, 1763-1838, argumentou com a princesa regente D. Leopoldina, em 02 de Setembro de 1822, a decisão imediata da Proclamação da Independência do Brasil.
José Bonifácio de Andrada e Silva
Retrato pintado por Oscar Pereira da Silva
Pintor brasileiro (1867-1939)




INDEPENDÊNCIA OU MORTE?

Somos independentes de verdade?
Exercemos nossa cidadania plena e livremente?
Somos representados legitimamente por nossos governantes?
O Brasil é um país democrático?
Porquê o voto eleitoral é obrigatório?
Porquê os votos das câmaras dos deputados e do senado Federal são secretos?...


BRASIL
Pátria nossa
Amada e admirada
Por um povo oprimido.
Grandiosa e maravilhosa terra
Escrava da exploração
e da corrupção.
Livra-se do mal brasil
Mostre a sua cara
limpa sua casa
e deixará
seus
filhos
livres.



D. Pedro I deixou um grande legado: a independência...mesmo que ilegítima.



"A Proclamação da Independência" - François-René Moreau
Pintor francês (1807-1860)


O Grito do Ipiranga

"Independência ou Morte" - Pedro Américo
Pintor, escritor e professor brasileiro (1843-1905)

Quadro "O Grito do Ipiranga" no Museu do Ipiranga de São Paulo



“Viva a independência e a separação do Brasil
 Pelo meu sangue, pela minha honra, pelo meu
 Deus, juro promover a liberdade do Brasil. 

Independência ou Morte!”
D. Pedro I, 7 de Setembro de 1822, às 16:30 hs.

"D. Pedro I" - Benedito Calixto
Pintor brasileiro (1853-1927)


"Independência ou Morte" (detalhe - D.Pedro I ) - Pedro Américo
Pintor, escritor e professor brasileiro (1843-1905)



A Bandeira Imperial do Brasil Após a Independência
que vigorou de 1882 a 1889





E Pedro de Alcântara foi coroado Dom Pedro I, príncipe regente do Brasil, em 01 de Dezembro de 1822.

O nome completo dele antes de ser coroado era Pedro de Alcântara Francisco Antônio João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pacoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourgon.
"Coroação de Dom Pedro I" - Jean-Baptiste Debret
Pintor francês (1768-1848)

"Aclamação de Dom Pedro I no Campo de Santana" - Jean-Baptiste Debret
Pintor francês (1768-1848)



"A independência do Brasil foi reconhecida por Portugal em 15 de Novembro de 1825, devido à ratificação por D. João VI do Tratado de Paz e Aliança com o Brasil."


Bandeira Nacional Atual que está em vigor desde 19 de novembro de 1889. Por este motivo, a data é comemorada com o o Dia da Bandeira.

Poema Ipiranga
(Bastos Tigre)
Ipiranga! Que importa, acaso, a procedência
A origem do teu nome?  Ipiranga, em verdade,
No idioma do Brasil traduz Independência,
Na língua nacional quer dizer: Liberdade!

Rio imenso, o Brasil cortas de sul a norte
E entram pelos sertões teus afluentes, aos mil.
Na voz d’água clamando.  Independência ou Morte.
Nas cachoeiras cantando o nome do Brasil.
(estrofes 8 e 9 do poema 'Ipiranga' - Antologia Poética, Bastos Tigre, 2 vols)


 O Hino da Independência:

D. Pedro I realiza a execução da peça musical dedicada ao Hino da Independência.




 


Música: Hino da Independência do Brasil
Compositor: Evaristo Ferreira da Veiga




Hino da Independência

(Letra de Evaristo Ferreira da Veiga
e música de D. Pedro I)


Já podeis da Pátria filhos,
Ver contente a mãe gentil;
Já raiou a liberdade
No horizonte do Brasil
Já raiou a liberdade,
Já raiou a liberdade
No horizonte do Brasil.

Brava gente brasileira!
Longe vá temor servil
Ou ficar a Pátria livre
Ou morrer pelo Brasil;
Ou ficar a Pátria livre,
Ou morrer pelo Brasil.

Os grilhões que nos forjava
Da perfídia astuto ardil,
Houver mão mais poderosa,
Zombou deles o Brasil;
Houver mão mais poderosa
Houver mão mais poderosa
Zombou deles o Brasil.

Brava gente brasileira!
Longe vá temor servil
Ou ficar a Pátria livre
Ou morrer pelo Brasil;
Ou ficar a Pátria livre,
Ou morrer pelo Brasil.

Não temais ímpias falanges
Que apresentam face hostil;
Vossos peitos, vossos braços
São muralhas do Brasil;
Vossos peitos, vossos braços
Vossos peitos, vossos braços
São muralhas do Brasil.

Brava gente brasileira!
Longe vá temor servil
Ou ficar a Pátria livre
Ou morrer pelo Brasil;
Ou ficar a Pátria livre,
Ou morrer pelo Brasil.

Parabéns, ó brasileiros!
Já, com garbo varonil.
Do universo entre as nações
Resplandece a do Brasil;
Do universo entre as nações
Do universo entre as nações
Resplandece a do Brasil.

Brava gente brasileira!
Longe vá temor servil
Ou ficar a Pátria livre
Ou morrer pelo Brasil;
Ou ficar a Pátria livre,
Ou morrer pelo Brasil.

Obs.: Ao ser composto, o Hino da Independência do Brasil não tinha este nome. Nem sua música era a mesma que hoje é cantada nas comemorações da semana da pátria.



BRASIL!!!!

O Gigante Acordou!!
Brasil, mostre a tua cara...
e o povo mostrou por todo o país, a cara e a coragem... é preciso continuar...


Vídeo: Hits da Manifestação Popular nas Ruas do Rio de Janeiro e do Brasil...



Faça ouvir sua voz... dê o "Grito da Independência"!!



Nenhum comentário:

Postar um comentário