Translate

12 de janeiro de 2015

PINTURAS SIMBOLISTAS - GUSTAVE MOREAU, ODILON REDON, CARLOS SCHWABE, FRANZ VON STUCK, GUSTAV KLIMT, MIKHAIL VRUBEL








PINTURAS SIMBOLISTAS




As pinturas simbolistas surgiram na França, na segunda metade do século XIX, como oposição ao Realismo.



"São Jorge e o Dragão" - Gustave Moreau

Alguns pintores do Simbolismo são: 
Gustave Moreau, Carlos Schwabe,
Gustav Klimt, Franz Stuck,
Odilon Redon e Mikhail Vrubel.



"A Aparição" - Gustave Moreau
Pintor simbolista francês (1826-1898)


Música: "Quarteto de Cordas em Mi Menor - Op. 121- Gabriel Fauré

Compositor francês (1845-1924)
(clique na seta para ouvir)



GUSTAVE MOREAU

Pintor Simbolista Francês


"Vozes da Noite" - Gustave Moreau


"Chimera (monstro mitológico)" - Gustave Moreau


A "Salomé" de Gustave Moreau

"Salomé" - Gustave Moreau
Pintor simbolista francês (1826-1898)


"Safo (poetisa grega)  no Penhasco" - Gustave Moreau



A "Pietá" de Gustave Moreau

"Pietá" - Gustave Moreau


 "A Esfinge Vencedora" - Gustave Moreau

"Gustave Moreau foi um pintor francês que tornou-se célebre por ser um dos principais impulsionadores da arte simbolista do século XIX.
Moreau começou como pintor realista, posteriormente, sob a influência dos impressionistas e pré-rafaelitas, evoluiu para uma pintura mais romântica e espiritual. Isto lhe permitiu entrar nas fileiras do simbolismo, junto com Munch, Ensor, Puvis de Chavannes e Redon. Alguns historiadores de arte preferem se referir a eles como pós-impressionistas.
Nascido em Paris, em 1826, Moreau teve aulas dadas pelos mestres Chassériau e Picot, em seus respectivos ateliês. Suas obras foram expostas pela primeira vez ao público e à crítica no Salão de 1852.
Moreau pregava que a inspiração nunca seria encontrada no objeto a ser pintado, pois ela seria única e exclusiva do pintor, ou seja, a obra seria executada a partir do que foi sentido por ele.
Os temas favoritos de Moreau eram as cenas bíblicas, principalmente a história de Salomé, muito em moda no final do século XIX, e as obras literárias clássicas.
Mestre da cor, soube representar mulheres de uma beleza rara com traços de anjo e pele aveludada, cobertas apenas por ousadas transparências. A luz foi utilizada por Moreau para obter essa atmosfera ao mesmo tempo mística e mágica, que caracterizou a pintura simbolista.
No detalhismo caligráfico com que trabalhou os arabescos e demais elementos decorativos, Moreau se aproximou qualitativa e quantitativamente do modernista Klimt."
Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Gustave_Moreau


 "Orfeu" - Gustave Moreau



FRANZ VON STUCK


Pintor Simbolista Alemão

"Misteriosa Atenas" - Franz von Stuck
Pintor alemão (1863-1928)


"Inocência" - Franz von Stuck


"Primavera" - Franz von Stuck



A "Pietá" de Franz von Stuck

"Pietá"- Franz on Stuck


Franz von Stuck


Franz von Stuck



A "Salomé" de Franz von Stuck

"Salomé" - Franz von Stuck

Stuck nasceu em Tettenweis, na Baviera. Desde cedo ele mostrou uma afinidade para desenho e caricatura. Filho de um modesto moleiro, teve contato com a arte, em 1878, em Munique, onde encontrou sua vocação. Frequentou entre 1881 e 1885 a renomada Academia de Belas Artes de Munique.
Ele se tornou conhecido por cartoons para Blätter Fliegende, e por decorações de livros. Durante 1889 exibiu suas primeiras pinturas, quando ganhou uma medalha de ouro para o The Guardian.
Stuck durante 1892 co-iniciou a Secessão de Munique, e também executou sua primeira escultura. No ano seguinte ganhou elogios da crítica e do público com sua obra mais famosa.
Em 1893, Stuck teve mais uma pintura premiada com medalha de ouro em Chicago, e foi nomeado para um cargo de professor real. A partir de 1895 teve como alunos Wassily Kandinsky, Paul Klee e Josef Albers.

Durante 1897 casou-se com uma viúva estadunidense, Mary Lindpainter, e começou a trabalhar no projeto de sua residência e ateliê, o Villa Stuck.


Franz von Stuck


CARLOS SCHWABE

Pintor do Simbolismo Alemão

"Pelleas e Melisande" - Carlos Schwabe


 Carlos Schwabe


Carlos Schwabe

Carlos Schwabe foi um pintor simbolista alemão.
Schwabe nasceu em Altona, Holstein, na Alemanha em 1877 e se mudou para Genebra, na Suíça, ainda bem jovem. Depois de estudar arte em Genebra, ele mudou-se para Paris, onde conheceu o Simbolismo. Suas pinturas são inspiradas principalmente na mitologia e na alegoria; essencialmente literário como um artista, ele era muito procurada como ilustrador de livros. Ele ilustrou Le Rêve de Emile Zola, As Flores do Mal de Charles Baudelaire, Pelléas et Mélisande de Maurice Maeterlinck e Jardin de l'infante de Albert Samain. Schwabe viveu na França pelo o resto de sua vida e morreu nos arredores de Paris em 1927.

"O Anjo da Esperança" - Carlos Schwabe



ODILON REDON

Pintor Simbolista Francês


"Reflexão" - Odilon Redon
Pintor simbolista francês (1840-1916)


"Evocação de Roussel" - Odilon Redon


"A Esfinge Vermelha" - Odilon Redon






"Roger e Angelica" - Odilon Redon


"A Coroa" - Odilon Redon

Bertrand-Jean Redon, conhecido como Odilon Redon nasceu em Bordeaux, na França em 20 de abril de 1840 e faleceu em Paris, 6 de julho de 1916. Foi um pintor e artista gráfico francês, considerado o mais importante dos pintores do simbolismo, por ser o único que soube criar uma linguagem plástica particular e original.
Redon foi um dos membros mais destacados do movimento simbolista, cujas bases teóricas foram definidas pelos manifestos do poeta Mallarmé e pela estética romântica.
Diferentemente da obra de seus colegas, a sua chegou aos limites da sugestão e da abstração, e pode-se dizer que, tanto formal quanto conceitualmente, chegou, de modo visionário, perto da futura vanguarda surrealista.

Sua iniciação teve mais a ver com a arte gráfica do que com a pintura. De fato, Redon aprendeu as técnicas da gravura com Bresdin, influenciado pela obra de Doré. Como pintor, interessou-se pelas paisagens da Escola de Barbizon e pela obra de Rembrandt.

Suas gravuras são muito ricas e com uma visão muito pessoal de um universo de sonho. Ele mesmo declarou, "...deixo livre a minha imaginação no sentido de utilizar tudo o que a litografia pode me oferecer. Cada uma das muitas peças é o resultado de uma procura apaixonada do máximo que pode ser extraído da conjugação do uso do lápis, papel e pedra".

"Pegasus" - Odilon Redon



Música: "Piano Concerto N. 23 - K488 - Adágio II" - Mozart
(Pinturas de Gustav Klimt)
(Clique na seta para ouvir)




GUSTAV KLIMT

Pintor do simbolismo e "Art Nouveau" na Áustria


"O Beijo" - Gustav Klimt


"Serpentes da Água" - Gustav Klimt



A "Salomé" de Klimt

"Judith II - Salomé" - Gustav Klimt


"Hygeia (deusa mitológica- da saúde)" - Gustav Klimt


"As Três Idades da Mulher" - Gustav Klimt


Gustav Klimt


"A Árvore da Vida" - Gustav Klimt


"Gustav Klimt nasceu em Baumgarten, Viena, a 14 de julho de 1862 e faleceu em Viena, a 6 de fevereiro de 1918 foi um pintor simbolista austríaco.
Em 1876 estudou desenho ornamental na Escola de Artes Decorativas. Associado ao simbolismo, destacou-se dentro do movimento Art nouveau austríaco e foi um dos fundadores do movimento da Secessão de Viena, que recusava a tradição académica nas artes, e do seu jornal, Ver Sacrum. Klimt foi também membro honorário das universidades de Munique e Viena. Os seus maiores trabalhos incluem pinturas, murais, esboços e outros objetos de arte, muitos dos quais estão em exposição na Galeria da Secessão de Viena."
Continuar lendo: http://pt.wikipedia.org/wiki/Gustav_Klimt


"Música" - Gustav Klimt


MIKHAIL VRUBEL

Pintor Russo com estilo simbolista e da "Art Nouveau"


"Manhã" - Mikhail Vrubel
Pintor simbolista russo (1856-1910)


Mikhail Vrubel


Mikhail Vrubel


A "Pietá" de Mikhail Vrubel

"Pietá" - Mikhail Vrubel


"O Anjo" - Mikhail Vrubel


"Princesa" - Mikhail Vrubel

Mikhail Aleksandrovich Vrubel foi um pintor russo. 
Nasceu em Omsk, Sibéria, em 17 de março de 1856 e faleceu em São Petersburgo, em14 de abril de 1910. Seu nome está relacionado com o movimento simbolista.
Vrubel estava à frente das tendências artísticas da sua época.
Com obra no Simbolismo e na Art nouveau é muitas vezes tido como o maior representante deste último movimento na Rússia. Porém, Vrubel foi um artista isolado das principais correntes da sua época e muito criticado pelos seus contemporâneos. A genese do seu estilo original foi buscar inspiração na pintura bizantina tardia e no primeiro Renascimento.


Mikhail Vrubel



As Inspirações nas Pinturas Simbolistas

A literatura, a filosofia, a música, mitologia, religião, os sonhos, os sentidos da vida, influenciaram as pinturas simbolistas


'As pinturas simbolistas tiveram uma forte ligação com a literatura, com seus próprios escritores, poetas e dramaturgos, como Baudelaire, Mallarmé, Rimbaud, Verlaine, Poe. Também as óperas de Wagner teve a sua influência. Mesmo os livros de Nietzsche, que limpou o chão com a moralidade e enfatizou a importância e a força da individualidade. A filosofia oriental teve uma influência forte: Buddha, reencarnação, tornou o nirvana como conceito popular. Mitos, lendas, contos de fadas, assim como seus habitantes: ninfas, faunos, medusas, anjos, sátiros etc.
Alguns artistas eram fascinados por sonhos, visões, alucinações. Muito antes de Traumdeutung e de Freud, já havia escrito muito sobre o mundo do inconsciente que pode ser explorado por meio da meditação. Também a religião continuou a ser um assunto favorito, mas foi tratado com mais e mais liberdade, longe da Igreja e seus dogmas. Nascimento e morte, o sentido da vida e da busca de ideais também foram assuntos populares dentro do simbolismo.
Fonte: http://www.art7d.be/moderneschilderkunst/ENG1890.1900.html


Nenhum comentário:

Postar um comentário